O Hacker de 7 bilhões de dólares

 O Hacker de 7 bilhões de dólares

A grande rede mundial de computadores já existe há décadas. Ela nos deu memes, trabalho, diversão, alegria e tristeza. Hoje, com o advento das redes sociais e – quem sabe – do metaverso, estamos cada vez mais integrados e dependentes das tecnologias online. Tudo o que temos e somos na web: fotos, dados, desejos e nosso dinheiro. Hoje, a criptomoeda não é mais um bicho de sete cabeças que era um ou dois anos atrás. Muitas pessoas dizem que ficaram ricas com Bitcoin e NFTs. Um deles é o hack Gummo.

Em entrevista ao Soft White Underbelly, Gummo contou sua trajetória e afirmou possuir cerca de US$ 7 bilhões em Bitcoin. Aqui está sua primeira entrevista em 2020:

Nascido em Jacksonville, Flórida, Gummo teve uma infância difícil. Ele e seus irmãos perderam a mãe muito cedo – em 1985, quando ele tinha 12 anos – e seu pai estava na prisão. Eles foram criados por parentes e amigos da família, mas sempre em condições muito precárias. Na adolescência, descobriu a paixão por computadores e começou a se dedicar a isso. Com suas novas habilidades, ele começou a fraudar na internet, tornando-se um hacker.

Em um ponto de sua carreira como hacker, ele foi pego vendendo US$ 10 milhões em código e tinha duas opções: ir para a cadeia e ser responsabilizado pelo que fez ou ajudar a melhorar os sistemas em que invadiu. Gummo escolheu a segunda opção e é consultor de segurança desde então, um “bom hacker”. Além de consultoria, ele procura ameaças e rastreia hackers por outros atos ilegais.

Além de sua trajetória, em uma entrevista recente em março de 2022, Gummo também afirmou possuir 179.863 bitcoins, o que equivale a US$ 7 bilhões ao preço atual do token de US$ 39.000.

F

Fonte : Soft White Underbelly

Digiqole ad

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.