"Thor: Ragnarok" é o terceiro e último filme do Universo Cinematográfico da Marvel nesse ano


"Thor: Ragnarok" é o terceiro e último filme do Universo Cinematográfico da Marvel nesse ano e conta com Chris Hemsworth, Tom Hiddleston, Mark Ruffalo, Cate Blanchett, Tessa Thompson, Jeff Goldblum, Benedict Cumberbatch, Karl Urban e o próprio diretor Taika Waititi na voz do alienígena Korg.

Como pôde ser visto nos trailers, após ser derrotado por Hela (Cate Blanchett) e ter seu Mjölnir - sim, o martelo - destruído, Thor (Chris Hemsworth) precisa correr contra o tempo para voltar a Asgard e impedir o Ragnarok, que é uma profecia sobre o fim do mundo.

No início, o longa já deixa claro para o espectador o tom que ele verá ao longo de duas horas e dez minutos. Essa primeira sequência mostra que o asgardiano está bem diferente do que você conhece, mais leve, mais falador e mais piadista.

 

A continuação de "O Mundo Sombrio" acerta ao entregar uma história recheada de humor porque, ao deixar a narrativa mais dinâmica, faz com que quem está assistindo não sinta o tempo passar. Em contrapartida, escorrega ao fazer graça com tudo e praticamente a todo momento. É perceptível que alguns diálogos foram construídos somente para justificar piadas que serão feitas e que em nada acrescentam para a história. Isso é repetido diversas vezes, deixando os acontecimentos mais previsíveis.

Graças a essa abordagem mais humorística do diretor Taika Waititi, Hemsworth consegue crescer na pele do filho de Odin, mostrando uma ótima veia cômica. O personagem não se leva a sério na maioria das vezes, mas quando é necessário, se mostra imponente como um Deus deve ser. Se ele já fazia uma boa dupla com Loki (Tom Hiddleston) antes, agora isso fica melhor ainda.

Em "Thor: Ragnarok", Loki (Tom Hiddleston) tem uma ótima interação com Thor (Chris Hemsworth)
Em "Thor: Ragnarok", Loki (Tom Hiddleston) tem uma ótima interação com Thor (Chris Hemsworth)

Outro ponto positivo da obra é desenvolver a personalidade do Hulk (Mark Ruffalo), fazendo com que ele não seja apenas uma máquina de destruição. Em função disso, a interação entre o filho de Odin e o gigante esmeralda se torna outro grande acerto. O Doutor Estranho de Benedict Cumberbatch também está presente e funciona bem em pouquíssimo tempo de tela, reforçando mais ainda a boa conexão do Universo Cinematográfico da Marvel.

O visual bem colorido com uma pegada oitentista sofreu bastante influência da estética criada por Jack Kirby nos anos 60, combinando perfeitamente com o ritmo e o tom da história. Diante de tantos acertos, a Marvel ainda continua a pecar com seus vilões, mesmo Cate Blanchett fazendo uma interpretação maravilhosa da Hela, o roteiro não permite que a personagem tenha sua história e motivações bem desenvolvidas, entregando uma vilã unidimensional que, infelizmente, vai cair no esquecimento com o passar do tempo.

Hulk (Mark Ruffalo) tem sua personalidade bem mais desenvolvida ao lado de Thor (Chris Hemsworth) em "Thor: Ragnarok"
Hulk (Mark Ruffalo) tem sua personalidade bem mais desenvolvida ao lado de Thor (Chris Hemsworth) em "Thor: Ragnarok"

Além da Hela, outros três personagens já conhecidos pelos fãs dos quadrinhos estreiam nas telonas, são eles: Valkyrie (Tessa Thompson), Grão Mestre (Jeff Goldblum) e Executor (Karl Urban). Dentre eles, o que mais se destaca é o de Jeff, com trejeitos bem caricatos e um temperamento um tanto imprevisível.

O último ato guarda boas cenas de ação embaladas pela música "Immigrant Song", da banda Led Zeppelin, que vai te lembrar um pouco a música tema de "Mulher-Maravilha". Também é aqui que vemos o protagonista finalmente entendendo o seu verdadeiro potencial e liberando todo seu poder.

"Thor: Ragnarok" tem novos personagens apresentados
"Thor: Ragnarok" tem novos personagens apresentados

"Thor: Ragnarok" cumpre bem o seu papel e diverte o espectador do início ao fim. O filme possui duas cenas pós-créditos, uma que se conecta com "Vingadores: Guerra Infinita", e a outra que é apenas uma piadinha que pode ser facilmente ignorada. Agora é só esperar o dia 26 e correr para o cinema mais próximo de você para conferir a nova aventura do deus asgardiano.